sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Rick Santorum

Os americanos adoram insultos, acusações obscenas e declarações odiosas, e muitos fazem carreira a dizer enormidades. A televisão americana é um esgoto e os comentadores são todos, sem excepção, personagens repugnantes, que ganham muitos milhões de dólares por ano a incitar os americanos ao ódio com distorções e mentiras.

Como são multimilionários, todos os jornalistas e comentadores são de direita e fazem campanha pelo partido republicano. Mas como vivem nas cidades, trabalham pouco e passam a vida em festas, têm todos amigos homossexuais e odeiam e desprezam a homofobia histérica dos republicanos do campo.

Acontece que Rick Santorum, um dos talibans do partido republicano que fez carreira com declarações incendiárias contra "os homossexuais" está agora em segundo lugar na campanha deles e aparece na televisão a toda a hora.

Há uns anos, em 2003, na sequência de declarações insultuosas feitas pelo senhor Santorum contra "os homossexuais" um comentador da telefonia fez uma campanha a pedir para a América criar um neologismo com a palavra santorum. Ganhou esta: "The frothy mixture of lube and fecal matter that is sometimes the by-product of anal sex". Na internet é a primeira coisa que aparece quando se escreve "santorum".

Com Santorum no centro das atenções, os jornalistas TODOS (menos os da FOX) passaram a semana a inventar as expressões mais divertidas para aludirem ao "Google problem" de Santorum. Ninguém fala dele sem meter as palavras "back" ou "bottom" e hoje num mapa político os condados que votaram nele vinham pintados de castanho: "brown for Santorum", dizia o jornalista com um sorrisinho mal escondido.

Pode ser pouco profissional, mas é muito divertido.

Sem comentários :

Enviar um comentário

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.