segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Federação só para alguns

A União Europeia tem os defeitos de uma federação sem ter as suas virtudes, e o caso da Jerónimo Martins evidencia isso mesmo: numa federação normal como os EUA, há competição fiscal entre os Estados, mas também há agências federais que apoiam o desenvolvimento dos Estados mais pobres. A UE consegue ter impostos nacionais diferenciados sem um orçamento federal digno desse nome. Tudo o que se faça para tentar inverter esta situação será pouco.