sábado, 7 de janeiro de 2012

Iñaki Urdangarin

Tenho seguido com alguma curiosidade esta história de corrupção do duque de Palma, genro do rei de Espanha. Acho formidável a história desta tragédia anunciada. O rei avisou-o e agora está a tentar metê-lo na prisão. Em nome da decência. O que o duque fez é o que os empresários portugueses e os ministros e os deputados fazem sempre que podem. Teria sido facílimo abafar este caso. Ao pé do Jorge Coelho, este duque é um menino de coro.