segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

O CDS é um partido monárquico e deveria assumi-lo

O CDS propôs hoje que o 1 de Dezembro continue a ser celebrado, agora mais institucionalmente, até envolvendo «as escolas públicas, as missões diplomáticas de Portugal no estrangeiro (...) os governos regionais e autarquias locais». A iniciativa só surpreenderá os mais distraídos ou ingénuos, que acreditarão que o fim do 5 de Outubro é uma medida meramente economicista. Não. O CDS é dirigido por um membro da Causa Real, outro dos seus ministros é dirigente da dita, e há muitas personalidades do CDS monárquicas, como ainda Lobo Xavier ou Telmo Correia. Fora os monárquicos explícitos, há católicos políticos (que também detestarão o 5 de Outubro por razões ligeiramente diferentes). Seria mais honesto que o CDS se assumisse como partido monárquico e assim se apresentasse a eleições.

15 comentários :

  1. ontem deu não

    à cause de interferenças.....
    tive de pôr noutro lado...sorry

    agora que o gang d'esquerda republicana maçónica e laica revelou o maquiavelismo de que vós monárquicos laranjas soys capazes

    atacar o 1º de Dezembro dos Braganças só para derrubar o 5 de Outubro...vós soys cruéis

    ao menos acabásseis com outro feriado
    1º de janeiro é o feriado do coma alcoólico
    1ºde novembro o terramoto
    1ºde maio é dos gajos que me lixam a barra do computador e o acesso aos comentários senis..
    25 d'avril jámé

    mas apodia ser o 7 de junho que dá ponte de uma semana

    ou o 8ºde dezembro quem o dá aos pobres republicanos empresta a deus

    mas o 1º de Dezembro pra nos limparem o 5 de outubro
    o único feriado maçónico
    da massão nação da massa má?

    ResponderEliminar
  2. O CDS é um partido democrata-cristão e não tem, na questão do regime, nada a opor a que os seus militantes e votantes sejam monárquicos ou republicanos. Teve presidentes do partido republicanos (a maioria) e presidentes monárquicos e não é por aí devem ir. Aliás há, na esmagadora maioria dos partidos pessoas monárquicas (posso dar-lhe exemplos de presidentes de Câmara de 4 partidos que são monárquicos...). Se querem comemorar a imposição da república, fazem muito bem: façam as vossas romagens aos cemitérios, invoquem os vossos heróis, façam o que entendam - Portugal é uma democracia (a mesma que existia quando a I república levou ao fim democracia, há 101 anos). Mas deixem os outros comemorar as suas datas importantes - basta dizer que, na raia portuguesa, o 1º de dezembro é uma data importante, para monárquicos e republicanos. E que o 1º de dezembro é mais consensual que o 5 de outubro...

    ResponderEliminar
  3. Contando o CDS tantos dirigentes que militam em organizações monárquicas (diga-me um que seja militantemente republicano...) é no mínimo estranho que essa questão seja escondida do eleitorado. É que a questão do regime não é propriamente inócua. Porque é que escondem aquela que talvez seja a opção de metade ou mais dos dirigentes?

    O 5 de Outubro mais consensual do que o 1 de Dezembro, é tese que carece de demonstração.

    E não conheço nenhum presidente de câmara do PS, do PCP ou do BE que seja monárquico. Mesmo do PSD...

    ResponderEliminar
  4. maçonaria primária pô...

    nunca conheci um maçon que não visse conspirações monárquicas em tudo...

    um militantemente republicano dou dois (os Fuzetas da Ponte...e arranjo mais uns em Ponte de Lima
    mas isso era dar a mais

    e dos iniciais..o Adriano Moreira não é adepto da monarquia o Mariano Feio...também não era
    apesar de descendente dos viscondes da boavista
    era maçon...maçon-monárquico talvez...

    ResponderEliminar
  5. ah Alves dos Reys eres tu...

    além desse há vários dirigentes das concelhias e distritais que se assumem como maçons republicanos e laicos

    alguns vieram retornados de África para onde a monarquia tinha desterrado pais e avós

    eu até punha aqui os nomes mas arriscava-me a ser processado ó lápis-lazuli da Pevide
    (é constatação...nã é insulto queu sempre tive uma peninha dos gajos

    ResponderEliminar
  6. O Fernandodiz que "Portugal é uma democracia (a mesma que existia quando a I república levou ao fim [a] democracia, há 101 anos)." e se calhar tem razäo:

    a democracia podre de 2012 é, de facto, a mesma democracia podre de 1909.

    ResponderEliminar
  7. mais um republicano e maçon Doutor (médico e industrial do exame via SNS) Soudo...líder da distrital do CDS da margem sul até 1996 ou 8
    candidato a deputado (3ºlugar ) e a presidente de câmara (não eleito, eu escrevi CDS não CDU)

    ResponderEliminar
  8. "E não conheço nenhum presidente de câmara do PS, do PCP ou do BE que seja monárquico."

    Para começar, vou dar dois exemplos, só no distrito de Leiria: o presidente da Câmara da Batalha (PSD) e o presidente da Câmara de Leiria (PS).

    Quer mais?

    ResponderEliminar
  9. "Contando o CDS tantos dirigentes que militam em organizações monárquicas (diga-me um que seja militantemente republicano...)"

    Os seguintes ex-presidentes do CDS são assumidamente republicanos: Adriano Moreira, Lucas Pires, Freitas do Amaral, Manuel Monteiro. Também quer uma lista de dirigentes atuais republicanos?

    ResponderEliminar
  10. Caro Fernando Martins,
    tinha dito que poderia dar exemplos de PCM´s de quatro partidos. Só deu de dois (PSD e PS).

    E voltando ao CDS, a verdade é que o partido actual pouco ou nada tem que ver com Freitas do Amaral e Adriano Moreira. A ruptura assumida por Paulo Portas foi muito clara. Até o retrato de Freitas do Amaral, ao que consta, foi enviado para o Largo do Rato. Portanto, faz pouco sentido estar a citá-lo como prova do republicanismo do CDS/PP.

    Pergunto: quantos dos dirigentes actuais do CDS são republicanos? É que vejo vários membros de organizações monárquicas.

    ResponderEliminar
  11. Quer portanto nomes de dirigentes do CDS que sejam republicanos? E ais dois presidentes de Câmaras de outros partidos que não o PSD e o PS e que sejam monárquicos?

    É isso?

    Tem a certeza?

    ResponderEliminar
  12. Se o CDS é um Partido monárquico que se deveria assumir como tal, o PSD é um partido Liberal e também devia assumi-lo, tal como o PS é um Partido Social Democrata e devia ser mais explicito nessa acepção.
    Moral da História trágica de Portugal contemporâneo: Andam todos a enganar-se uns aos outros em proveito próprio para mais fácil ludibrio.

    ResponderEliminar
  13. Aquele quadrado verde e vermelho federalista que este blog tem ali fez me vomitar 2 vezes em 30 segundos. Deveriamos, todos, ter a decencia de mudar esta lamentavel bandeira vermelha e verde, que na prática significa uma União Ibérica, coisa que, possivelmente muito agradaria aos donos deste blog.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se teve que limpar o teclado, a culpa é sua que provocou o vómito. Mas previno-o de que pode ter problemas se continuar a fazer isso. Aconselho-o a consultar um(a) nutricionista antes que fique anoréctico que nem uma princesinha deserdada e ociosa.

      Atentamente, preocupado com a sua frágil saúde,

      Eliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.