terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Presciência (ou apenas coerência)


Pois, parece que o caso da Soares dos Santos-Jerónimo Martins-Pingo Doce não é único nem inesperado...

2 comentários :

  1. A alocução de Rui Tavares é mentirosa.
    Primeiro, porque a imensa maioria da população portuguesa não sofreu nenhum corte de 30% nos seus rendimentos nos últimos anos - só os funcionários públicos, se tanto, é que sofreram tal coisa. Segundo, porque os benefícios que a Holanda está a colher pouco têm a ver com a presente crise do euro nem com as presentes medidas de austeridade orçamental. A Holanda beneficia por ter um sistema fiscal estável e por não ter dupla tributação em lucros obtidos fora da União Europeia. Qualquer outro Estado europeu poderia ter as mesmas coisas, se o quisesse, sem prejuízo substancial para a sua população.

    ResponderEliminar
  2. A ALO CU SÃO....A POP PORTUGUESA AINDA NÃO SOFREU O TAL CORTE

    UNS CENTOS DE MILHARES PERDERAM UNS 5 OU 6% ESte ano

    uns centos de milhares de funkcionários uns 15% em relaçõ a outros anos

    e alguns irão perder cerca de 30 em cortes futuros

    os lucros das grandes empresas e dos dividendos
    não resolvem os 500 mil funcionários ANEXOS x 30 mil ao ano
    15 mil milhões
    nem as reformas e subsídios a 3 milhões de potugas

    NEm custos com um systema de transporte ineficiente que serve 4 milhões de gaijos em detrimento dos outros 6....

    mas okkkk a partir dagora só compro Auchan e Sonae

    e vou ao minipreço de quando em vez

    lidl só pró kirsch com xocoatl...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.