sábado, 21 de janeiro de 2012

Crítica Injusta

Agora ninguém mais pode acusar o PS de ser «de direita quando está no governo, e de esquerda quando está na oposição».
Neste momento, em particular na resposta à mais recente desgraça concertação social, é difícil identificá-lo como um partido de esquerda. E consta que está na oposição (poucos diriam).

3 comentários :

  1. joão, o que podes reconhecer é que a presente direcção não está muito à esquerda (ao contrário dos rumores dos últimos anos...).

    ResponderEliminar
  2. Aliás, nem à esquerda nem à direita, que convicções não parecem abundar por aqueles lados...

    ResponderEliminar
  3. o quele pode pensar (se pensasse) era que o PS anda sem rumo e o Marques Mendes no leme está fermoso mas nã seguro

    atã basquinho nã afinfastes uma pêra naqueles moçoilos de rastas quarentões ou nos putos de boné de 30 e muitos que diziam fascismo nunca mais

    e olha que de cabelo rapado ficas muito bem...fizeste bem em ir à manif...faz-se exercício

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.