sexta-feira, 28 de maio de 2010

Burcas proibidas em Lérida

A cidade espanhola de Lérida é a primeira da península ibérica a adoptar uma medida restritiva do uso de véus integrais, que ficam proibidos nos «equipamentos municipais». A resolução aprovada sugere que os órgãos regionais catalães e o Estado central regulem o uso nas ruas.

A burca tornou-se, em toda a Europa e alhures, o símbolo da opressão islamista sobre as mulheres, e a sua proibição um sinal de que nem todos estão indiferentes às provocações do fascismo islâmico.

5 comentários :

  1. Eu teria escrito "a cidade catalã de Lleida", mas prontos, são gostos.

    Luís Lavoura

    ResponderEliminar
  2. Estive para escrever «a cidade catalã de Lérida», mas estava num dia não anti-espanholista.

    ResponderEliminar
  3. Nao sei se sao um sinal de opressao islamista, mas a proibicao e mais um sinal de Islamofoia histerica na Europa, e representa a morte lenta da tolerancia religiosa na Europa.Nao sei qual a diferenca conm Teerao: outro governo de homens a ditar as mulheres como se devem vestir. Plus ca change...

    ResponderEliminar
  4. A diferença com Teerão é enorme, Eunice: proibir a burca é proibir um traje machista, símbolo e instrumento de uma ideologia que promove a menorização das mulheres. Obrigar a usar o Chador, como acontece em Teerão, é promover a desigualdade e a opressão das mulheres. Além disso, há a pequena diferença de que em Teerão as mulheres são espancadas à bastonada se mostrarem os cabelos. Em Lérida, pagarão uma multa por usar véu integral.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.