segunda-feira, 31 de maio de 2010

O Estado fora-da-lei

Desta vez, Israel foi longe demais: atacou, em águas internacionais, um comboio humanitário que tentava furar o bloqueio à Faixa de Gaza. Causou uma dezena de mortos e dezenas de feridos (principalmente turcos). Não parece haver justificação para o ataque, a não ser dois revólveres nas mão dos ocupantes de alguns dos navios.

A diplomacia internacional vai reagir, mas não é claro como. Terminará o tratamento de excepção que é concedido a Israel?