segunda-feira, 17 de maio de 2010

As SCUTS, o Norte e a regionalização

Crise? PEC? Desemprego? Aumento de impostos? Qual deve ser a verdadeira preocupação de um homem do norte? As portagens de acesso ao Porto que são instituídas!
Devo dizer que acho a implementação dessa medida justa, e só peca por não se estender ao Algarve. Tirando o Algarve (que injustificadamente continua a não pagar), em todo o resto do país se paga para utilizar as autoestradas (em Lisboa há muito se paga). Não havia razão nenhuma para o norte ser exceção. Mas isso até se pode discutir.
Não dá para discutir é com quem não quer discutir este assunto, preferindo assumir uma posição de força. Para o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento do Norte, o ex-eurodeputado socialista Carlos Lage, a implementação desta medida não ocorreria se o Norte tivesse força política para o impedir.
Como disse, não é o portajamento das SCUTS que eu quero discutir agora. A questão que se me levanta é: será que estamos dispostos a permitir que regiões tenham .força política. para travarem decisões (que dizem respeito a todo o país) do governo central?

2 comentários :

  1. O maior perigo da regionalização é justamente deixar à solta todos os egoísmos regionais. E o Norte dá-nos, com frequência, razões para temer a regionalização.

    ResponderEliminar
  2. E a macrocefalia e centralização de Lisboa não nos faz, também, temer o status quo actual?

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.