quarta-feira, 26 de maio de 2010

A morte da Phoenix

A sonda Phoenix da NASA deixou de emitir sinais.

A Phoenix "amartou" perto da calote polar de Marte, a cerca de 68 graus de latitude Norte e 125 graus de longitude Oeste ( equivalente na Terra a um ponto no extremo norte dos "Northwest Territories" do Canadá), a 25 de Maio de 2008.

Imagens captadas pelo Mars Reconnaissance Orbiter, também da NASA, mostram sinais de danos nos painéis solares da sonda, causados provavelmente pelo gelo presente no local durante o inverno marciano.

Na semana passada, o orbiter da missão Mars Odyssey passou sobre o local de "amartagem" da sonda numa última tentativa de contacto. Nenhum sinal transmitido pela Phoenix foi detectado. A Phoenix não respondeu a outros 150 voos em três campanhas distintas realizadas este ano.

Os dados fornecidos pela Phoenix confrmaram a presença alargada de depósitos de gelo de água no subsolo marciano (permafrost), assim como de minerais que indicam a presença ocasional de água no estado líquido proveniente do degelo. A Phoenix observou a queda de neve em Marte e analisou a composição química do solo marciano, com resultados que podem ser relevantes para a pesquisa de vida em Marte.
Muito embora a Phoenix esteja agora silenciosa, a análise dos dados recolhidos durante quase dois anos de missão ainda não terminou!

Fica  aqui o vídeo de tributo da NASA à Phoenix.


1 comentário :

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.