sexta-feira, 7 de maio de 2010

Alguém sabe...

... se isto é verdade?

A sê-lo, seria de extrema gravidade no que diz respeito aos investimentos ferroviários que se prevêem.