sexta-feira, 21 de maio de 2010

Não é nada com eles

No Fórum organizado pelo Diário Económico quem ouvisse os maiores banqueiros do país julgaria que a crise não é nada com eles. Não faltou a frase "os portugueses vivem acima das suas possibilidades". Obviamente que a banca não tem nada a haver com a publicidade martelada a toda a hora nas televisões a incitar os portugueses à dívida, primeiro foi para comprar casa, depois o carro, depois os móveis, de seguida o ordenado com um mês de antecedência e até se chegou ao ponto de penalizar os clientes que não faziam uso do cartão de crédito, justamente os que viviam segundo as suas possibilidades. Obviamente que os banqueiros não vivem acima das suas possibilidades, nunca receberam bónus milionários, pára-quedas dourados, nunca voaram em jactos privados da empresa para ir às compras em Nova Iorque, nunca beneficiaram de mordomias que vão desde a viatura topo de gama aos cartões dourados da empresa que circulam entre familiares, amigos e amantes.

Os portugueses vão agora pagar através dos seus impostos os custos destes excessos, mas obviamente a culpa não é da banca, a culpa é dos desempregados e dos ciganos do rendimento mínimo que vivem acima das suas possibilidades...

3 comentários :

  1. O problema é que a banca trata as pessoas como débeis mentais que são. Vai daí emprestam-lhes dinheiro e depois ficam-lhes com as casas. O mundo é dos inteligentes.

    Já com os governos as coisas fiam mais fino porque as dívidas soberanas não têm em geral colaterais. Vai daí estes capitalistas selvagens recusam-se a financiar a mais que impagável dívida grega e o mais que impagável tgv português.

    Na outra ponta fica a estupidez de quem recorre à banca para gastar ou "investir" ignorando (ou fingindo ignorar) que a dor do pagamento será muito superior ao proveito do endividamento. São tiques do Estado Gordo que afundaram o Ocidente.

    ResponderEliminar
  2. E esta EH!!!! um bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. "O problema é que a banca trata as pessoas como débeis mentais que são. Vai daí emprestam-lhes dinheiro e depois ficam-lhes com as casas. O mundo é dos inteligentes."

    É verdade que a banca trata as pessoas como débeis mentais, mas fá-lo porque vivemos num sistema onde há falta de transparência, um sistema onde quem está no topo da pirâmide financeira vê o panorama todo e pode roubar à vontade, porque quem está na base apenas vê uma parte das operações, a parte deixada visível. Estes são roubados sem saberem que estão a ser roubados. A cultura de facilitismo que a banca criou na sociedade faz o resto, é fácil comprar tudo, mas o mais difícil, fazer as contas, fica por fazer. Vai daí toca de pedir empréstimos e fé em Deus, alguém pagará.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.