quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Os 1%

Quase todos os dias, quando passo os olhos pelo jornal, penso na Rússia antes da revolução. A agressivade dos ricos, os 1% que vivem bem, é capaz de ser um bocado desadequada à situação presente.

Claro que eles controlam os media e têm acesso a sondagens que nós desconhecemos. Mas as coisas estão a apertar e hoje aqui no Texas uma mulher desesperada, com fome, depois de lhe terem sido mais uma vez negados cupões para comprar comida, deu um tiro em cada um dos filhos e depois matou-se.

Eu sei bem que estas histórias não chegam à Wall Street, nem aquecem nem arrefecem os políticos em Washington. Mas se a coisa piora um bocado mais eles vão ter de mandar o exército outra vez para cima dos estudantes. A coisa é capaz de não se resolver com pepper spray, e usar armas na população civil pode ser perigoso.