quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Bravo!

Não é todos os dias que se ouve um deputado do PS (e da primeira linha), quebrar o tabu do pagamento da dívida, dizer que é incompreensível que os países periféricos não se unam, e que «antes dos banqueiros alemães ou franceses, estão os portugueses» (os cidadãos portugueses e não os banqueiros portugueses, entenda-se). Um grande «bravo!» ao deputado Pedro Nuno Santos.