terça-feira, 4 de outubro de 2011

O problema de José Manuel Fernandes

Escreve José Manuel Fernandes:

"O problema do PS não é muito diferente do problema das restantes esquerdas europeias: num tempo em que as sociedades já não produzem os excessos (sob a forma de crescimento económico) que era possível redistribuir, como continuar a ser socialista sem ser acumulando dívidas?"

José Manuel Fernandes até pode ter razão na sua análise económica (admitamos que sim). Mas por que raio só se há de redistribuir os excedentes de produção, e não os ganhos excessivos? Por outro lado, se não consumirmos tanto (algo que é ao mesmo tempo um imperativo ecológico), até pode voltar a haver excedentes. Há várias maneiras de contornar o problema propositadamente colocado por Fernandes como se não houvesse outra solução que não fosse desistir da esquerda, como ele fez. O problema da esquerda será se achar que não têm solução os problemas que lhe são lançados pelos Fernandes e pelas Helenas.

2 comentários :

  1. O Manuel Fernandes é um lepidoptero muito mais desprezível que o Dantas!!!

    Não se consegue ler nada do que ele escreve porque são coisas que lhe chegam directamente da FOX News, se calhar já traduzidas e tudo. Não há excedentes?! O mundo deve estar mais de mil vezes mais rico do que a seguir à WWII e agora não há riqueza para distribuir! :o)

    Um sonho! Pim!

    ResponderEliminar
  2. Aqui um erro de raciocínio, no mínimo, parvo.
    Ele confunde produção de riqueza, com o seu crescimento, x e a sua derivada.
    Mesmo quando a produção de riqueza decresce, continua a fazer todo o sentir falar em Esquerda e em redistribuição!!
    Ou só podemos conversar sobre o aumentozinho do PIB? Palerma

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.