sexta-feira, 11 de março de 2011

Acidente nuclear grave no Japão

Ainda não há muita informação disponível, mas é já uma certeza que há um incêndio na central de Onagawa e, como se temia esta manhã, há problemas muito graves de arrefecimento de dois reactores na central de Fukushima.
Relembro que em Chernobyl a gravidade do acidente foi agravada pela explosão causada pela pressão do vapor da água do circuito de arrefecimento de um dos reactores e por falhas graves no projecto da central. Na central de Fukushima pode estar a acontecer o pior, mas para já não há indicações de problemas com as cúpulas que encerram os reactores e que evitam fugas radioactivas significativas. No entanto os materiais altamente radioactivos armazenados no exterior foram dispersos pelo tsunami.
11 dos 55 reactores japoneses pararam durante o terramoto.
Ler e/ou ouvir a reportagem da Euronews.

4 comentários :

  1. Não te preocupes Rui.
    Há uns senhores nos media que nos garantem que Chernobyl é coisa do passado, e só aconteceu devido à decadência financeira do regime.

    ResponderEliminar
  2. são reactores da década de 70

    o reactor 5 ou 6 foi produzido pela Toshiba no fim dos anos 70

    logo têm todos 30 anos

    são casos diferentes o de Chernobyl era quase novinho em folha comparado com estes

    e aí foi uma falha humana

    aqui é um problema técnico

    aconteceria o mesmo se fosse um reactor arrefecido a sódio

    é distribui pastilhas de iodo

    e esperar pelo pior

    já há 4 anos se tinham preconizado

    alterações

    mas os custos pesam...

    ENERGY CARRIERS AND CONVERSION SYSTEMS - Energy Carriers and Conversion Systems with Emphasis on Hydrogen -
    Tokio Ohta, T. Nejat Veziroglu
    ENERGY CARRIERS AND CONVERSION SYSTEMS WITH
    EMPHASIS ON HYDROGEN
    Tokio Ohta
    Yokohama National University, Japan
    T. Nejat Veziroglu
    Clean Energy Research Institute, University of Miami, USA

    ResponderEliminar
  3. Pois é Miguel, eu também oiço esses senhores, é de facto um mar de rosas. Ignoram 60 anos de acidentes graves. Esse excesso de confiança também contribuiu muito para o acidente de Chernobyl porque o regime soviético escondia os acidentes que iam acontecendo nas centrais do país aos próprios engenheiros nucleares.

    ResponderEliminar
  4. rebentaram as paredes de um dos reactores

    não há energia nuclear sem riscos

    nem estruturas invulneráveis

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.