terça-feira, 13 de setembro de 2011

Ninguém faz nada?

  • «António Fontes, advogado, ex-militante da JSD e irmão de dois homens fortes de Jardim (Paulo Fontes e Rui Fontes, ambos ex-secretários regionais), confessa que, também na Madeira, quem ganhou as eleições [de 1980] foi Ramalho Eanes, mas que "os votos foram adulterados para que aparecesse Soares Carneiro a ganhar".
    O actual deputado do PND admite que participou na "chapelada" e pede agora observadores internacionais para que não se repita "o que viu nas presidenciais de 1980" - uma grande "aldrabice eleitoral".» (Diário de Notícias)

3 comentários :

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

O Eanito "El Estático"
(os de Alcains são cães, já lá dizia na sua Ethnographia Portuguesa Leite De Vasconcelos)

vai pedir os 86$00 de cada voto de volta

com juros de 81 (a 30% ao ano)

30 anos a 30%
(1+0,3) elevado a 30= 2619,99

2619,99 x 86$/voto

225319$15 por voto

1000 e tal euros por voto

se ganhou por 60 mil votos

temos mais um buraco nas contas da madeira

se só ganhou por 1000 botos

dá-se-lhes uns milhões em vales de cabeleireira e em laca pá senhora presidenta e uns jogos pós garotos

meia dúzia de ferraris ou um daqueles mercedes de 600 mil euros
caquele euromilionário do norte comprou

Luís Lavoura disse...

O crime, a ter existido, já prescreveu.

Nas mesas eleitorais em Portugal há em geral representantes de vários partidos. Custa a acreditar que numa eleição plural possam facilmente ser feitas falcatruas destas. Teria que haver pessoas de vários partidos a colaborar na falcatrua. É difícil de conceber.

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

É difícil de conceber.
Pois aqui durante os primeiros tempos até se esgatanhavam para terem o dia livre e curiosamente não mudavam muito

havia aqueles casos com votos a mais
e curiosamente até avôzinhos que votavam depois de enterrados

por isso se até morto votou em 1986

muito mais fácil é numa ilha em que a maior parte do emprego depende do dito Jardim que é a Madeira

provas é comparar as listas dos anos 80 (se ainda existem os originais)
com o registo dos óbitos das ditas pessoas
Na Madeira num sei...mas se bem me lembro havia estudantes madeirenses que estando no continente e sendo acérrimos cavaquistas (foi ministro das finanças de Sá Carneiro...logo é bom
não mudaram a sua zona de voto para o contenente apesar de ficarem cá mais de 5 anos
(curiosamente não se preocupavam muito com os seus votos

apesar de me martelarem os cornos todos os dias com cada voto conta...

e alguns terem farta cheta para irem votar à madeira

sei não...curios idades