sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Dinamarca vira à esquerda

É cedo para afirmar se a vitória da esquerda nas eleições legislativas dinamarquesas é o virar de maré na Europa, onde actualmente só a Espanha, a Grécia e pouco mais têm Primeiros Ministros «socialistas». Todavia, é muito celebrável a queda de um governo com apoio parlamentar da extrema direita anti-imigração. E deve registar-se uma lição para a esquerda lusitana: na Dinamarca, será muito natural um entendimento parlamentar entre sociais-democratas, sociais-liberais, socialistas e verdes-vermelhos. Se os primeiros são o equivalente do nosso PS, e os últimos semelhantes ao PCP (ou à ala esquerda do BE), os socialistas locais são parte dos «Verdes» a nível europeu. E participarão no governo. Como diz Paulo Pedroso: «erros nossos, sectarismos ardentes, má fortuna»...

1 comentário :

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.