terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Parece que é Carnaval na Alemanha

Na Alemanha, por estes dias, inúmeras cidades festejam o Carnaval, em desfiles rematados por megaconcertos que se prologam até às tantas da manhã. O feriado de Carnaval é local variando a data do(s) corso(s) de cidade para cidade. Os corsos de Colónia e de Mainz (na foto) são gigantescos e em nível de loucura colectiva fazem lembrar a Love Parade, a Festa da Cerveja de Munique ou a Queima das Fitas de Coimbra.
Se motivos faltassem, o exemplo dado por quem nos empresta dinheiro, mostra o quão ridículo é obrigar cidades que festejam o Carnaval como o Funchal, Ovar, Mealhada, Loulé, Figueira da Foz ou Torres Vedras a abdicar da tolerância de ponto por motivos económicos. Perguntem aos presidentes das câmaras de Colónia ou de Mainz se eles perdem dinheiro nesse dia.

7 comentários :

  1. Nota técnica: a bem da consistência, ou escreves "Colónia e de Mogúncia", ou então "Köln e de Mainz". prefiro a primeira.

    Quanto ao artigo: Pois!

    ResponderEliminar
  2. pois mas muitas cidades, principalmente no leste não têm destes dias...ou não tinham em 2002

    e em Colónia Koln a Bayer-Levercu's
    ou a oerlikon continuam a trabalhar quem quer ir brincar tira um dia de férias ou sai mais cedo

    o horário era ajustável
    entrada 8h15 a 9h35m
    pausa 10h15 10h45

    almoço 12-45 até 13h45

    saída 18h15 a 20h45 minutos

    19h45 a 21 -2º turno
    na laboração em contínuo

    ResponderEliminar
  3. Tens razão, mas ninguém usa Mogúncia. Apesar de tudo prefiro usar as adaptações dos nomes para português, algumas são muito giras.

    ResponderEliminar
  4. ... e Mogúncia é precisamente uma delas!

    (que se usa bastante, se näo mais, em livros de História, visto ser a cidade natal de Gutembergue)

    ResponderEliminar
  5. o facto de ser uma das grandes cidades estado alemãs e que foi eclesiástica e laica desde o eleitor e arrasada em todas as guerras e reconstruida outras tantas é muito mais interessante

    em termos civilizacionais

    é por isso que o ensino de histéria é uma merda...está entregue ao nazional-pedantismo

    ResponderEliminar
  6. perenidade até à reorganização dos estados alemães que a cortou em duas...weisbaden...vê-se que nenhum de boçês viveu lá...gente bem aboletada na vida que viveu à custa do funcionalismo do regime
    ou na sombra do estado

    já agora é o Jão Basco ou o Albes?
    Exploit:JS/Blacole.BW

    Definition: 1.119.1972.0
    Released... Fevereiro... 2012

    no que treta era mais o jão

    fraco controle da raivinha dos dentes

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.