quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

As súplicas de Sócrates

Desesperado e sem saber o que fazer, o PM, José Socrates, ligou à chefe-de-governo alemã, Angela Merkel, para lhe pedir ajuda, revelou hoje o Guardian. O telefonema teve lugar na semana passada – durante a venda de dívida soberana (mais outra invenção surrealista do capitalismo)—, e segundo fontes que assistiram ao telefonema, Sócrates disse que estava disposto a fazer tudo o que Merkel quisesse, excepto aceitar um resgate da UE e do FMI. As mesmas fontes dizem que Merkel deixou Sócrates pendurado enquanto foi consultar o director-general do FMI, Dominique Strauss-Kahn (que oportunamente se encontrava em Berlim). Strauss-Kahn foi peremptório : o pedido de ajuda português era uma perda de tempo, pois Sócrates não iria seguir o conselho de ninguém. Obviamente, o nosso PM desmente a notícia. Verdade ou mentira, o que é certo é que a Sra Merkel se comporta cada vez como a Imperatriz da Europa.

2 comentários :

  1. Comporta-se e é tratada como imperatriz. Isso terá que mudar algum dia.

    Bom post, Eunice. Deverias escrever mais vezes.

    ResponderEliminar
  2. Se a notícia fôr falsa, então não vejo em que é que a sra. Merkel pode ser acusada.

    Mesmo que a notícia seja verdadeira, ela não significa que a sra. Merkel se considere a imperatriz da Europa, significa apenas que Sócrates a trata como tal.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.