quarta-feira, 11 de abril de 2012

Uma questão de laicidade

Faz tanto sentido ensinar as crianças de um infantário a cantar «vai-te embora pulga maldita/batata frita/viva o Benfica» como faz sentido ensiná-las a entoar cânticos religiosos (cristãos ou não): nenhum. O encarregado de educação que afirma tratar-se de «situação de lavagem e de indução ao comportamento» tem toda a razão. E também quando acrescenta que «compromete os valores fundamentais da escola, ou seja, o respeito pela diferença e pela individualidade, o fomento da pluralidade de gostos e o civismo» e que «a escola deve ser um espaço onde nem política, nem religião, nem clubismos desportivos devem ser alimentados». Um exemplo de civismo, este encarregado de educação.

3 comentários :

  1. "Civismo" ou "portismo"?
    É que a expressäo "a minha Educanda, que simpatiza com o Porto" diz quase tudo. Tivesse ela escrito "a minha Educanda, que simpatiza com outro clube" eu até acreditava na boa fé do senhor. Assim, ficam dúvidas...

    Agora uma coisa é certa, acho estúpido mudarem a letra da cançäo sob qualquer pretexto. E podeis crer na minha boa fé, que sou Lampiäo!

    ResponderEliminar
  2. Percebo o seu texto em termos de um principio geral, mas tem que convir que não tem o mesma gravidade em termos de laicidade os cânticos religiosos ou uma música infantil alterada.
    Acho só uma situação um bocado parva no geral.

    ResponderEliminar
  3. somos jovens lusitos

    mas já firmes e leais


    salta a pulga na barriga...

    somos socialistas soviéticos sem salazar saber se salazar sabe suicida-se


    são lenga-lengas alves dos reys ajudam a capacidade de memorizar como todos os memes rítmicos

    Alves dos Reys

    senhor dos meus réis

    dos quinhentos mil

    dá-me um ceitil

    pra comprar baraço

    em que m'embaraço

    ....logo sejam de suicidas em potência


    ou dos bravos de quarenta
    que nos deram livre a nação
    por cima de pilhas de cadáveres que não incluiam os quarenta bravos de 40

    são cantilenas...nã endoctrinão não doutrinação ó mação moçon faz cada um e cada qual na sua moleirinha

    tal como a sardinha

    sem espinha

    que se dobra com o vento

    do momento....

    pecebido?
    oviamento
    bidu num es non

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.