domingo, 29 de abril de 2012

Liberal Insurgente

Ao ler uma discussão na caixa de comentários do Insurgente, a propósito da oposição de Ricardo Lima (e Miguel Noronha nos comentários) à ocupação da Escola da Fontinha, encontrei palavras de alguém que assina como JoanaOutono que traduzem aquilo que sinto em relação àquele blogue e aos seus autores:

«Na cabeça de um liberal insurgente, o Estado está lá apenas para punir exemplarmente, seja de que modo for. A única liberdade que conhecem é a liberdade de ter. A única iniciativa privada que conhecem é a de ter mais. A única função do estado que conhecem é a de proteger à bastonada o que têm e o que querem ter. Por isso é que ficam neste alvoroço quando suspeitam da liberdade dos outros.»

Para ser sincero, conheço o blogue e seus autores apenas superficialmente, mas precisamente porque, em relação ao que conheci, fiquei com a percepção acima descrita. O Blasfémias ainda tem um ou outro que parecem ter um genuíno apreço à liberdade, mesmo que desses também discorde significativamente em relação a vários assuntos.

1 comentário :

  1. Sim. Chegaram ao ponto em que o único valor é a liberdade privada. Tudo o resto é secundário.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.