domingo, 1 de abril de 2012

Temível avanço do ateísmo de Estado em Cuba

O ditador comunista cubano, Raul Castro, decretou que a próxima «sexta-feira santa» será feriado nacional. Em comunicado, a decisão foi justificada com a «vontade do Papa» e a necessidade de prestar «homenagem a Sua Santidade». A assembleia de partido único do Estado comunista decidirá em breve se esta data católica se tornará feriado anual.

Há quem ache que Cuba é um país «oficialmente ateu».