terça-feira, 10 de abril de 2012

O maior pândego nacional


Depois destas considerações sobre a "classe média", agora... ser gay é uma opção de rebeldia e contestação, e nos dias de hoje há uma pressão para se assumir como gay. Cuida-te, Ricardo Araújo Pereira.

3 comentários :

  1. ó camarada canguru texanus...em épocas de crise
    utilizam-se todas as estratégias para o maralhal não ver o abysmo inevitável que se estende aos sobreviventes da mortalidade 2012-2014? ou 16?
    para esses felizes 400 mil defuntos que ainda terão vivido num estado associal
    (que não era para todos, mas foi o mais alargado que este país teve em 900 anos...

    logo se os gays vão continuar a ser apedrejados e atirados para um poço pelo pessoal das oficinas de são josé
    ou vão emigrar para são francisco tanto faz

    a população bissexualmente não assumida que constitui 70 ou biológicamente 100% da população aculturada

    vai continuar reagindo a anúncios sexualmente ambíguos
    e a comprar iphodes quando ipádes e irak's e iran's y irun's nã lhe despertarem a tesão consumista

    oviamente kridu kanguru flip...nã pecebeu né?
    faz maL não pessoas que optam por uma via única e a tornam no livro do borbone...geralmente num entendem mesmo
    é a auto-doutrinação que os cega...(ilud) luddita de merde

    ResponderEliminar
  2. "Pelo modo como coloca os pés no chão, cruza as mãos uma sobre a outra e inclina ligeiramente a cabeça, percebo que é gay."

    É caso para dizer: é preciso ser um deles para reconhecer outro.
    Saia do armário, solte a franga, meu amô!

    ResponderEliminar
  3. o maquia vel é gay e tem dois putos piqueños ?

    é preciso ser um deles para reconhecer outro.
    Saia do armário, solte a franga, meu amô!

    ti reconheço sim....

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.