segunda-feira, 9 de abril de 2012

Imigrantes em fuga

Um indicador claro da vitalidade económica portuguesa a partir do final dos anos 90 foi como conseguiu absorver imigrantes eslavos e brasileiros. Este ano, o ciclo terminou e inverteu-se: os imigrantes estão de regresso aos países de origem. Os que saem não contarão para a taxa de desemprego. Mas são um sinal claro de como o mercado de trabalho está em contracção.