terça-feira, 29 de junho de 2010

Desinformação

A «comissão independente para o tratamento dos abusos sexuais na Igreja Católica belga», cuja demissão o portal Esquerda.net refere, só é independente do Estado belga por ser constituída por leigos católicos nomeados pelos bispos belgas. Era (na melhor das hipóteses) um alibi da ICAR, e é natural que a polícia tenha apreendido os seus arquivos recheados de casos abafados. Os abusos sexuais são crimes públicos nos países civilizados, e compete à polícia investigá-los e aos tribunais civis julgá-los, não às comissões de silenciamento da ICAR.

A histeria da ICAR por a polícia belga estar a cumprir os seus deveres tem gerado uma campanha de desinformação. Primeiro, inventaram que os bispos teriam estado sequestrados, a pão e água, o que a polícia belga já desmentiu: os procedimentos policiais foram rotineiros (mas há seres que se acham «acima do mundo», das leis e dos homens, e que nunca aceitarão ser tratados como iguais). Apresentar agora uma comissão de nomeação clerical como «independente» é mais desinformação clerical.