quinta-feira, 17 de junho de 2010

Ai, Bagão!!!...

Cem mulheres católicas (lideradas pela incansável Isilda Pegado) escreverão a Bagão Félix rogando-lhe que se candidate a Presidente da República. E a leitora, já enviou a sua cartinha?

Adenda: o Policarpo é mais subtil.

6 comentários :

  1. E sobre este nada?
    Jardim não reduz salários de políticos na Madeira e mantém acumulação de reformas!

    http://www.publico.pt/Política/jardim-nao-reduz-salarios-de-politicos-na-madeira-e-mantem-acumulacao-de-reformas_1441949

    ResponderEliminar
  2. Isto é uma notícia que me enche de alegria!

    E ainda por cima as 100 mulheres reuniram-se num almoço... no Estoril. Que lindo! As tias de Cascais todas reunidas!

    Mas o Bagão está indisponível, que chatice. Pergunto: por que é que uma das 100 mulheres não se candidata ela mesma? Já era altura de este país ter um presidente do belo sexo!

    Luís Lavoura

    ResponderEliminar
  3. José Povo,
    essa decisão de Jardim foi comentada neste blogue anteontem:

    http://esquerda-republicana.blogspot.com/2010/06/crise-ainda-nao-chegou-madeira.html

    ResponderEliminar
  4. Luís Lavoura,
    podemos lançar um movimento a favor da candidatura da própria Isilda Pegado. Seria (com a graça de «Deus» ou não) a melhor das candidatas.

    ResponderEliminar
  5. A mulher, apesar de discriminada quer no catolicismo, quer no islamismo, é sempre chamada para servir o homem. Sejam as 70 virgens no céu, sejam 100 Isildas na Terra. Até porque com o fim da guerra colonial e até ao prenúncio do casamento gay, estas madrinhas ficaram sem ideologia para apadrinhar.
    Talvez com isto, Isilda possa regressar aos prós e contras com as suas claques de acólitos, porque o que interessa mesmo, como dizia o outro, é aparecer.

    ResponderEliminar
  6. «Até porque com o fim da guerra colonial e até ao prenúncio do casamento gay, estas madrinhas ficaram sem ideologia para apadrinhar.»

    Então e a Bimby?

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.