segunda-feira, 1 de março de 2010

Revista de blogues (1/3/2010)

  1. «Na passada Terça-feira, dia 23 de Fevereiro, a minha filha de nove anos, que frequenta o quarto ano na Escola Básica nº2 da Cova da Piedade, a propósito da letra de uma canção, acabou por me dizer que a escola era visitada com alguma regularidade por uma tal senhora chamada “Irmã”! Questionada sobre a função dessas visitas, a minha filha só soube dizer que a “Irmã” quando vai à escola leva os meninos para a biblioteca, onde lhes ensina canções e conta histórias sobre Jesus Cristo.
    Telefonei imediatamente para a professora da minha filha. Esta “desculpou-se” dizendo que a tal “irmã” só lá  vai duas ou três vezes por ano e que não vai doutrinar ninguém, mas tão somente, ensinar umas “cantiguinhas”. Certo é que o faz dentro do horário escolar, no período de aulas, dentro de uma escola pública e, espantosamente, à revelia do conhecimento ou acordo dos pais. Perante isto, ainda foi capaz de sugerir que, se a mim me fazia tanta confusão que uma freira entrasse na escola para ensinar a doutrina cristã às crianças, que sempre podia dizer à minha filha que ela não estava autorizada pela mãe a assistir às “sessões” da “Irmã”! (Solução com a qual obviamente não concordei).» (Diário Ateísta)
  2. «Rui Pedro Soares, o boy que Sócrates plantou na PT, recebeu no ano passado 2,5 milhões de euros. Ora um trabalhador que ganhe o salário mínimo, iria precisar de cerca de 400 anos para acumular o rendimento que o licenciado do IPAM auferiu num único ano.
    Há 400 anos não havia presidente Cavaco, mas reinava este mister: Filipe III de Espanha, II de Portugal... Claro! O boy diz que subiu por mérito... Pois, pois... Nem mérito teve para tirar boas notas e entrar numa Universidade a sério, tendo de ir parar ao IPAM... Alguém conhecia? Não, pois não? Eu também não.
    » (Pedro Procura Inês)

Sem comentários :

Enviar um comentário

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.