segunda-feira, 15 de março de 2010

Apesar de tudo, algumas boas notícias

Via fado positivo:


Esperança média de vida portuguesa acima da média europeia

Segundo o Eurostat, a esperança de vida dos homens e mulheres portuguesas à nascença eram em 2008 ligeiramente acima da média europeia, sendo respectivamente 76,2 e 82,4 anos.


PIB português continua com evolução bem melhor que a média, diz Eurostat


Segundo o Eurostat, o PIB nacional continua com uma evolução bem acima da média da UE27. Dos dados divulgados (variação trimestral face ao trimestre homólogo) conclui-se que embora tenha havido um decréscimo em Portugal, este foi de apenas 0,8%, o que contrasta com os 2,3% da média comunitária.


Ciência portuguesa, de vento em popa

O relatório sobre a produção científica nacional de Fevereiro produzido pelo MCTES está repleto de boas notícias. No curto período de 2004 a 2008 houve um aumento de 68% no número de trabalhos científicos publicados. Os outros países europeus também melhoraram, mas a um ritmo inferior. Em apenas 4 anos Portugal passou de 52% para 72% da média europeia.
De 2003 para 2008 o número de doutoramentos subiu 50%.
O número de patentes de 2005 para 2008 triplicou nos registos americanos, e aumentou 2,3 vezes nos registos europeus.
Na UE15 (os dados disponíveis), no período 2004-2007, Portugal teve o maior aumentou do número de investigadores.

O valor gasto em investigação também teve uma explosão, tendo Portugal ultrapassado a Irlanda e a Espanha - países que usualmente eram dados como referência pela sua semelhança.



Este aumento não vem só de gastos públicos. De 2005 para 2008 o investimento de empresas em investigação&desenvolvimento (em % do PIB) aumentou 2,5 vezes!