terça-feira, 16 de março de 2010

Os pobres que paguem a crise

O socialismo de direita que nos governa descobriu onde é que o Estado gasta demais: no Rendimento Social de Inserção. Até 2013, promete-se uma redução de 8% na despesa. Já na consultoria, a redução é só de 5%.

Paulo Portas aplaude.

3 comentários :

  1. Se trabalhar é fascismo, porque se há-de cortar no rendimento minimo?

    ResponderEliminar
  2. Trabalhar só será fascismo na cabeça do anónimo.

    ResponderEliminar
  3. É o neoliberalismo no seu expoente máximo (só ainda não acredita quem anda mesmo a dormir).

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.