segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Uma câmara em cada esquina

É um silencioso mas determinado passo rumo ao Estado policial: o governo que infiltra paisanos nas manifestações aprovou o uso generalizado de câmaras de videovigilância nos espaços públicos. O que até agora era tentado pelas câmaras municipais e travado pela Comissão Nacional de Protecção de Dados, será com este «liberalíssimo» governo decidido pelas polícias (pelas polícias, note-se bem) sem que a Comissão as aborreça.

Numa apropriada demonstração de duplipensar, o responsável político por esta lei de invasão de privacidade deseja que a prática de filmar pacatos cidadão na rua seja conhecida como «vídeo protecção» e não como «videovigilância». E agita o espantalho do «terrorismo» (ainda e sempre o terrorismo). O secretário de Estado chama-se Filipe Lobo d´Ávila, merece uma medalha da Eurásia, e é do mesmo partido de um certo Paulo Portas que já defendeu videovigilância, perdão, vídeo protecção nos bairros sociais.

P.S. Os protestos dos pseudo-liberais devem estar a sair a qualquer momento.

P.P.S. (No Blasfémias, Gabriel Silva já se tinha pronunciado.) -> Acrescento posterior.

3 comentários :

  1. Para ser justo, existe uma notável excepção, um liberal (de direita) sem aspas nesse blogue, que até escreveu sobre esse assunto:

    http://blasfemias.net/2011/11/12/bb-2/

    Outros textos do Gabriel Silva:

    http://blasfemias.net/author/medialog/

    O Paulo Morais também parece decente, se bem que não dê grande importância essas questões nos textos que escreve.

    ResponderEliminar
  2. Um dos liberais do Blasfémias, Gabriel Silva, protestou contra isto há uns dias atrás.

    ResponderEliminar
  3. Como notei no comentário anterior - e agora o Ricardo Alves no post - o Gabriel Silva já se tinha pronunciado.

    Mas convenhamos que o ponto do Ricardo Alves continua mais que válido. Entre todos estes diferentes autores destes blogues, apenas um post sobre algo que deveria estar no cerne das preocupações de quem alega lutar contra o perigo de abuso de poder por parte do estado.

    Além do Gabriel Silva, nenhum dos outros «liberais» está minimamente preocupado com o abuso de poder por parte do estado, se o assunto não estiver relacionado com a tributação...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.