domingo, 4 de julho de 2010

Novo Sócrates?

É prematuro e exagerado dizer que «o socialismo saiu da gaveta». O Sócrates da entrevista ao El País justifica a sua decisão de accionar a célebre acção dourada/direitos especiais com argumentos «racionais e não políticos», de defesa (diz ele) de uma empresa estratégica. Mas é realmente estranho ler Sócrates a acusar a Comissão Europeia de «posições ideológicas ultraliberais contra a presença do Estado» e de «preconceito contra a posição accionista dos Estados».