quinta-feira, 10 de maio de 2012

O projeto político do Pingo Doce (2)

O único motivo de relevância social da senhora da figura é o ter rompido com o PCP. Se não fosse o PCP, quer antes, quer depois de ter saído, a senhora em questão não seria minimamente conhecida: seria uma perfeita anónima. Mas, apesar de ser uma figura polémica e que divide a sociedade portuguesa, basta esse motivo para (havendo tantas outras figuras públicas bem mais populares e consensuais) protagonizar uma campanha de vinhos do Pingo Doce.

1 comentário :

  1. ó filho todos os militantes do PCP só deixam de ser electri c'istas de óculos de massa porque tão no PCP/CGTP a zita era da união dos estudantes comunistas

    como o miguel tiago e tal como ele fez as mesmas arruaças anti-regime

    ódespois queria uma linha soft e foi tal como outros ao ar...ortodoxa custa...

    o facto da meterem na campanha

    ou uma mais gordinha no teatro

    é uma opção low cost do pingo doce

    é filha da burguesia como o álvaro cunhal e outros

    e os filhos da burguesia consomem como os pais consumiam no jerónimo martins...secos e molhados

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.