sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

A verdade das mentiras de Cavaco Silva

  1. «A minha campanha será sóbria e contida nas despesas.Dei indicações para que a despesa total da minha campanha não ultrapasse metade do valor que é permitido pela lei actualmente em vigor.» (Apresentação da candidatura de Cavaco 2011, 26/10/2010)
  2. «O candidato à Presidência da República Cavaco Silva foi o candidato que apresentou o orçamento mais elevado para a campanha eleitoral, de 2,1 milhões de euros, seguido de Manuel Alegre, que prevê gastar 1,6 milhões.» (Público, 23/12/2010)
Cavaco Silva foi completamente esmagado, há poucas horas atrás, no debate televisivo com o «desconhecido» Defensor Moura. A imprensa mais sabuja dirá o contrário, mas ele acabou a fugir para o Cosovo e dos investimentos da esposa na Sociedade Lusa de Negócios, a dizer que queria ser «um Presidente acima dos portugueses» (sic, pensei que isso fossem os reis...) e a desejar «um Santo Natal» (juro!) às mulheres que vão tratar da lida da casa. Inacreditável. E Defensor Moura nem falou de Fernando Lima. Alguém tem cara para votar nele?