sábado, 18 de setembro de 2010

Os malandros dos desempregados e do rendimento mínimo

Governo quer todos a ajudar na limpeza das matas e florestas diz a notícia da TSF. Por todos poderia entender-se uma campanha de apelo à participação das populações na limpeza das florestas.
Mas não. O governo pela mão do secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural alinha com a direita mais populista e quer pôr especificamente "os desempregados e beneficiários do Rendimento Social de Inserção" a "ajudar".
A avançar, seria um precedente grave e uma total distorção do conceito de solidariedade do Estado Social.

Adenda (19 Out):
O Secretário de Estado explica que será trabalho remunerado, embora com valores baixos de 20€ ao dia. Se for remunerado e de participação estritamente voluntária, não me choca a ideia. Julgo contudo que deveria ser um "biscate" aberto a todos, jovens, pessoas fora do população activa, etc.

8 comentários :

  1. Com tanto inútil a viver à minha conta, também não entendo porque vão pegar logo nos que ganham pior. Que tal meterem os ex-presidentes a limpar a mata? Também não fazem nada de jeito e consomem mais que algumas dezenas de RMG's.

    ResponderEliminar
  2. «Tonibler»,
    a sua demagogia consegue ser ainda mais básica do que a do Paulo Portas.

    ResponderEliminar
  3. nem por isso eu devia ser mandado para a mata limpar qualquer coisa
    em vez de estar a receber
    um dia destes claro...
    apenas para me apresentar na junta de freguesia de 15 em 15 dias
    e ir a entrevistas inúteis

    uma pessoa sente-se mais útil e válida se lhe dão uma tarefa

    diz aqui o dito cujo que vai no 3º desemprego...

    limpar as matas no fim do verão não tem muita lógica mas limpar os ribeiros e córregos faz algum sentido

    em vez de se ir à junta convocassem-me para mondar o mato
    uns dias por semana
    eu ia...o trabalho físico cria calos e não enobrece mas liberta e tira barriga

    ResponderEliminar
  4. asmodeux,

    eu acharia bem que houvesse uma espécie de voluntariado organizado pelas juntas, até poderia ter uma remuneração simbólica. Mas isto seria para todos, jovens, reformados, trabalhadores, não trabalhadores, etc.

    O problema aqui é este "pedido de ajuda" estar especificamente dirigido aos desempregados e beneficiários do RSI. Esta implícito que é gente malandra a viver à custa dos outros por escolha própria.

    O mais engraçado nesta demagogia toda, é que há muitos beneficiários do RSI que trabalham.

    ResponderEliminar
  5. O mais engraçado nesta demagogia toda, é que há muitos beneficiários do RSI que trabalham, sim a maioria dos do RSI e do subsídio de desemprego fazem biscates
    uma minoria alguns milhares vendem droga ou consomem-na ou fazem ambas as coisas

    é demagogia mas é apelativa
    a todos aqueles que recebem menos a pescar durante 2 meses
    do que uma família no rendimento mínimo

    e as minorias que aldrabam o sistema são bastas, há até gente com contas chorudas que tem os filhos com sase e bolsas de estudo e há pessoas que não tendo condições para isso, são obrigadas a tirar os filhos do ensino

    não é isso que vai resolver os problemas económicos são uns míseros milhões

    mas não há coragem política para deixar falir ou vender uma rtp ou centos de institutos que nada fazem

    politicamente é mais sensato do que atacar os pilotos da tap
    ou limitar os engenheiros ambientais e quejandos em dúzias de departamentos em todo o país
    muitos ex-dos vários partidos CDU's incluidos
    clientelas que não sendo socialistas ou sendo-o em câmaras da CDU e do PSd foram mantidas

    apesar de pouco fazerem e alguns terem 2ªs empregos ou empresas que fornecem escolas ou o município
    em que trabalham
    por vezes essas empresas estão até com o nome do próprio
    inserido

    A resposta dada ao meu comentário também é demagógica
    (temos de proteger todos ou então quem nos protegerá quando vierem por nós)

    ResponderEliminar
  6. Estes gajos saberão o que é limpar uma mata? Alguma vez o terão feito? Devem pensar que fazê-lo é pegar numa foice e começar a cortar ervas com ela...

    Limpar uma mata exige tratores - que é preciso saber conduzir - ou,ocasionalmente, máquinas de roçar, cujo manejo é perigoso e necessita instrução. Não é qualquer pessoa que, de um dia para o outro, começa a limpar matas!

    ResponderEliminar
  7. o pior, acho eu, é comparar os desempregados e redimentistas com cabras.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.