sábado, 11 de setembro de 2010

Nove anos à espera

Passados nove anos desde as alegadas quedas de um avião no Pentágono em Washington, e de outro em Pennsylvania, ainda não vi uma única foto de um ou de outro.
Vi contudo vários relatos de jornalistas presentes em ambos os locais, onde se menciona a estranha ausência de destroços.

12 comentários :

  1. um teorrista da conspirração?

    pelo menos pagaram indemenizações e fizeram reportagens sobre

    as vidas de alguns dos que iam nos aviões entrevistas a familiares

    se´foi fabricado... as nowikileaks
    jornalísticas são boas

    ResponderEliminar
  2. Fotografias há aqui:

    http://www.gotgeoint.com/archives/fridays-food-for-thought-remembering-911/

    E o melhor «debunking» das teorias de conspiração está aqui:

    http://www.popularmechanics.com/technology/military/news/1227842

    ResponderEliminar
  3. asmodeux,

    no meu post não há uma única menção a teorias de conspiração. Apenas noto que nunca vi uma foto. Explicações para tal? Não tenho.

    ResponderEliminar
  4. Ricardo,

    no link não vi uma única foto do Pentágono ou da Pennsylvania.

    Quanto a teorias de conspiração, não as menciono, nem dei a entender que acreditaria nelas.

    ResponderEliminar
  5. Do Pentágono e da Pensilvânia creio que não há fotos. Neste último caso seria muito difícil havê-las, até porque o avião caiu no meio do campo.

    E daí?

    ResponderEliminar
  6. Não é estranho dois aviões cairem num país tão tecnológicos, no séc XXI, e não haver uma única foto?
    E não eram meras quedas casuais, são dois eventos, alegadamente provocados intencionalmente, que foram usados como legitimação de uma enorme mudança na geo-política mundial.

    Há certamente fotos de aviões caídos nos anos 50 em África, mas 2001 nos EUA não há?

    A mim, causa-me imediatamente sérias dúvidas sobre a história oficial. Mas não entro por teorias de conspiração, porque lhes tenho alguma alergia intelectual. Apenas dúvido seriamente da versão oficial.

    ResponderEliminar
  7. O da Pensilvânia caiu praticamente na vertical, numa zona rural. Portanto, não me espanta que não haja fotografias.

    O do Pentágono, ter-se-á aproximado a voar muito baixo, o que não terá permitido fotografias (mesmo assim, creio que há um filme).

    Repara que é mais fácil fotografar um avião em movimento no céu (a situação dos aviões que embateram no WTC), do que um praticamente por cima das nossas cabeças (os outros dois).

    Já agora: também duvidas das versões oficiais de outros atentados, ou só deste?

    ResponderEliminar
  8. Eu digo fotos dos destroços, não do movimento. Há sempre fotos dos destroços, onde se vê o cockpit, as asas, os trens de aterragens, etc. Aqui nada.
    Aliás há vários relatos feitos nos jornalistas (até da Fox!)em ambos os locais, onde se afirma mesmo isto: custa a acreditar que caiu aqui um avião.

    Quanto a Pennsylvania, apesar de ser num local isolado, há muitas fotos do local. Não há é foto do avião.

    Se tenho dúvidas sobre as outras versões oficiais? Claro que sim! Não tanto pelas teorias da conspiração - que apesar de levantarem várias dúvidas suspeitas, normalmente estão apinhadas de "inverdades", mas simplesmente porque duvido da fonte (pelas razões do post).

    ResponderEliminar
  9. Quanto ao da Pensilvânia, tendo caído a grande velocidade e na vertical, é natural que não sobrasse grande coisa. Mas encontraram restos.

    http://www.popularmechanics.com/technology/military/news/debunking-911-myths-flight-93#roving

    O do Pentágono, pelo contrário, até tem fotografias:

    http://www.popularmechanics.com/technology/military/news/debunking-911-myths-pentagon#flight77debris

    ResponderEliminar
  10. "tendo caído a grande velocidade e na vertical, é natural que não sobrasse grande coisa"?

    Lembras-te de alguma outra queda de avião onde não haja uma única foto? Onde não tenha "sobrado nada"?
    Eu não.

    Essa foto do Pentágono é a única que existe. É uma pequena peça, e tal como um repórter diz em directo no local "tudo o que vê é tão pequeno que poderia ter sido trazido à mão".

    Quanto aos links do PM, os textos são tão banais (sem citação de fontes, o uso da palavra "Fact" que só me lembra quem acha que tem a "Verdade", com argumentos soltos, etc.), que ficam abaixo da qualidade de algumas teorias de conspiração.

    ResponderEliminar
  11. «Lembras-te de alguma outra queda de avião onde não haja uma única foto? Onde não tenha "sobrado nada"?
    Eu não.»

    Miguel,
    eu não costumo dar tanta atenção a uma qualquer queda de avião. Mas, sem pensar muito, lembro-me de um avião que caiu há alguns anos numa zona inacessível da ilha de S. Miguel (Açores). Na altura, não vi uma única foto dos destroços. Mas, curiosamente, não surgiram teorias de conspiração nem cépticos sistemáticos. Parece que só aparecem quando há uma dimensão política na queda do avião.

    ResponderEliminar
  12. Ricardo, mesmo sem subscrever na íntegra muita da teoria conspirativa, jamais se poderá aceitar a versão oficial sem levantar algumas questões pertinentes como as do Miguel.

    No Pentágono o vídeo que existe está cortado e só se vê a explosão. Aliás, penso que as imagens de um hotel próximo e com câmaras de segurança a apontar para o local do incidente, foram logo confiscadas pelos serviços secretos e nunca devolvidas.

    Quanto aos Açores, existem imagens e muitas. Existem destroços e muitos.

    http://desastresaereosnews.blogspot.com/2009_12_11_archive.html

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.