sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Christine O'Donnell

Esta lambisgóia ganhou as primárias em Delaware e vai-se candidatar ao senado. Tem angariado mais de um milhão de dólares por dia. Se alguém pensou que a Dona Sarah Palin era doida varrida e tão ignorante que muitas pessoas não conseguem acreditar nas histórias da campanha presidencial (entre outras coisas julgava que a Africa era um país e que a Africa do Sul era o sul desse país), esta desgraçada ultrapassa as marcas todas. Já prometeu que vai legislar a moralidade.

Uma das grandes causas que ela vem defendendo é a proibição da masturbação. O problema dos crimes sem víctimas é que às vezes as leis contra eles são difíceis de implementar. Neste caso, acho que vai ser facílimo prender os masturbadores: basta fazer-lhes um exame oftalmológico e verificar se têm pelos nas palmas das mãos. Mas parece-me que as masturbadoras vão ser mais difíceis de apanhar. No entanto, não sou especialista no assunto e tenho a certeza que a Dona Christine O'Donnell saberá como é que se apanham estas desavergonhadas.

No século XVII havia especialistas que iam de terra em terra e cheiravam as bruxas, que eram despidas e examinadas - para os homens da aldeia verem se tinham marcas de terem relações com o diabo - e depois eram queimadas vivas, para grande alegria da comunidade. Os puritanos são adoráveis e o partido Republicano faz bem em acolhê-los "para restituir a honra e a dignidade no governo e na Casa Branca" como eles dizem.

4 comentários :

  1. A vitória desta senhora na primária republicana vai dar o lugar no senado ao candidato democrata.

    O «Tea Party» é um balão de oxigénio para Obama, como os conselheiros de extrema-direita de PPC são um balão de oxigénio para Sócrates.

    ResponderEliminar
  2. a lei da proibição da masturbação é linda: será que é ela que a quer ir fiscalizar pessoalmente de porta em porta?

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.