quarta-feira, 11 de maio de 2011

Habilidades que Paulo Portas aprendeu na Irlanda


Veja-se o gráfico do aumento da dívida pública em função do PIB apresentado por Paulo Portas no debate de segunda-feira. Agora leia-se este artigo do Jornal de Negócios onde é apresentado o mesmo indicador mas desta vez sem países escondidos. Portugal é quinto e não primeiro como no gráfico de Portas. Portas "só" escondeu quatro países, sendo o pior a Irlanda, curiosamente o país onde Paulo Portas foi aprender como é que se afunda um país com o ex-primeiro ministro Bertie Ahern. Era exactamente este tipo de habilidades que a banca irlandesa praticava nas suas contas na altura, após a desregulação implementada pelo governo.

2 comentários :

KRISTUS ANDA Nagazoza disse...

por amor de dios...

fazer paralelismos desses

você que aparentemente é historiador
como o Calixto eborense embora ligeiramente mais novo

deve ter tido alguma história económica desde os assignats até à crise de 29

obviamente não deve ter dado históira contemporânea após 1980

fim de curso nos anos 90 inícios 40 anos a 30 e muitos

isto é propaganda política tão simplezita

refiro-me tanto à anti-propaganda como à inicial

boa sorte

ava n'tesma disse...

ainda?

o público está com desconto de 100% no continente e ilhas

segundo esse paradigma da cultura

sairam 700 milhões de certificados de aforro

os bancos receberam 490 milhões

onde para o resto....

qual Portas ou meio portas ou o seu colega Loução que a única coisa lúcida que disse como economista que é

é que sair do euro jámé...