segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Os activistas dos «direitos» dos animais são uns grandes pacifistas

  • «Os membros do Stop Huntingdon Animal Cruelty (SHAC) enviaram embrulhos-bomba a fingir para vários funcionários e responsáveis, fizeram ameaças violentas e telefonemas abusivos, segundo aquilo que foi dito ao Tribunal Winchester Crown. A campanha também utilizou falsas alegações de pedofilia contra gestores de companhias que fornecem materiais ao laboratório.
    O custo dos danos e do reforço das medidas de segurança chegaram às 12,6 milhões de libras (14,1 milhões de euros), soube o tribunal.
    » (Público)
Um dia destes ainda matam pessoas. Em nome do «direito» dos ratinhos a não sofrerem.

11 comentários :

  1. fazem-se coisas abomináveis e desnecessárias

    e cães, gatos e porcos são mais utilizados questão de peso
    e metabolismo

    o metabolismo basal dos ratos é muito alto relativamente a humanus

    ResponderEliminar
  2. Nada disto justifica que escrevas ""direitos" dos animais", i.e. direitos entre aspas, como se os animais não tivessem direitos, Ricardo. Os direitos dos animais não devem apesar de tudo ser exatamente os mesmos que os do homem, mas existem, e são tão convencionais como os primeiros.

    ResponderEliminar
  3. Ricardo,
    generalizações baratuchas como a que fazes no título, não te ficam bem

    ResponderEliminar
  4. Filipe,
    não sei se os animais têm «direitos». Que nós lhes reconheçamos «direitos» é uma coisa, mas serem sujeitos de Direito, não são.

    E é um sinal revelador dos tempos que perante as acções de um grupo terrorista, tu e o Miguel achem que eu os deveria ter tratado com mais delicadeza. Foi exactamente delicadeza o que estes terroristas não tiveram para com as suas vítimas.

    ResponderEliminar
  5. Ricardo:

    Creio que não te pediram delicadeza para com os terroristas, mas com outros defendores de causas semelhantes. Muitos dos quais são altruistas e bem pacifistas, ao contrário do que a tua ironia sugere.

    ResponderEliminar
  6. um dia destes?? existem inúmeros relatos de violência e atentados à bomba (!!) por parte destes activistas (para alguns, terroristas seria mais adequado). alguns links:

    http://www.splcenter.org/get-informed/intelligence-report/browse-all-issues/2002/fall/from-push-to-shove/eco-violence-the-rec

    http://www.naiaonline.org/articles/archives/ca_arson_terrorist%288-7-03%29.htm

    http://www.associatedcontent.com/article/150330/animal_rights_movement_gone_wrong_petas.html

    ResponderEliminar
  7. Ricardo Alves, sinal dos tempos é julgares que aqui alguém defendeu as atividades dos defensores dos animais que relatas, quando ninguém as defendeu. Sinal dos tempos é achares que quem defende os direitos dos animais é terrorista - é isso que sugeres no post e reiteras no comentário. Se o post parece retirado do Insurgente, com o teu comentário pareces um neocon a seguir ao 11 de Setembro.

    ResponderEliminar
  8. Filipe,
    eu não afirmei e nem sequer julgo que tu e o Miguel estejam a defender os terroristas «defensores dos animais». Mas registo como curioso que não os tenham condenado.

    ResponderEliminar
  9. Ricardo,

    Não tem nada de curioso que não tenha havido condenação - no meu caso surge como consequência de achar evidente que é merecida, e disso não estar sequer em disputa.

    Creio até que a esmagadora maioria dos defensores dos direitos dos animais condenariam estas acções caso se pronunciassem sobre o assunto.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.