segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Os activistas dos «direitos» dos animais são uns grandes pacifistas

  • «Os membros do Stop Huntingdon Animal Cruelty (SHAC) enviaram embrulhos-bomba a fingir para vários funcionários e responsáveis, fizeram ameaças violentas e telefonemas abusivos, segundo aquilo que foi dito ao Tribunal Winchester Crown. A campanha também utilizou falsas alegações de pedofilia contra gestores de companhias que fornecem materiais ao laboratório.
    O custo dos danos e do reforço das medidas de segurança chegaram às 12,6 milhões de libras (14,1 milhões de euros), soube o tribunal.
    » (Público)
Um dia destes ainda matam pessoas. Em nome do «direito» dos ratinhos a não sofrerem.