quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Eu, o Sócrates, e a crise - I

Nas últimas eleições votei no PS. Hoje, se Sócrates se voltasse a candidatar, não votaria nesse partido. Nesta medida a minha posição, a avaliar pelas sondagens, não é muito original.

No entanto, as razões que me levam a ter esta posição são, sem dúvida, bastante diferentes.

À direita e à esquerda muitos têm razão de queixa das «políticas do PS» nos últimos anos.

À direita do PS acreditam que o governo PS se endividou em excesso, não consegue controlar a despesa, e que por isso estava impreparado para enfrentar esta crise. «Quem semeia ventos colhe tempestades» e o governo está agora a colher as tempestades que semeou. Eles bem avisaram que não nos deveríamos meter em mega-projectos, que deveríamos diminuír severamente as despesas. O resultado está à vista.

À esquerda do PS acreditam que o governo PS seguiu políticas neo-liberais, comandado pela vontade dos mercados. «Quem pela espada vive, pela espada morre», e é de uma ironia justa que sejam agora os mercados a afundar os países que seguiram pelo delírio neoliberal como a Irlanda e a Islândia. Se Sócrates se quer submeter aos mercados, a culpa desta crise é dele e das suas políticas de direita.

Discordo de ambas as perspectivas. Nos próximos dois textos explicarei porque é que discordo, e no seguinte explicarei o que me levaria a recusar o meu voto num PS que mantivesse Sócrates como cabeça de lista. De seguida escreverei sobre aquilo que acredito que um governo deveria fazer para lidar com esta crise.

3 comentários :

  1. pois eu logo vi que vocemecê tinha ajudado a afundar este país

    os países que seguiram pelo delírio neoliberal como a Irlanda
    a irlanda sofre com a bolha imobiliária de 2006
    está condenada pelo excesso de construção
    em muitos dos condados do sul a construção quase supera a população total e muitos irlandeses são hoje proprietários de 2 e 3 casas e hipotecas
    durante anos a especulação imobiliária rendeu muito mais do que a portuguesa


    Se Sócrates, a culpa desta crise é dele fez espectáculo prometeu reformas que nunca aconteceram
    gastou centenas de milhões em equipamentos que estarão obsoletos em 10 anos com a ideia que estava a melhorar o ensino com brinquedos novos

    e só agora é que tomou medidas risíveis
    há 10 dias atrás fui a uma almoçarada patrocinada por uma empresa pública
    coisa simples falso caviar, salgadinhos e perninhas de frango carnes frias
    e super-pastelaria entra os 2 e os 30kg
    arranjo e decoração e talvez aluguer da sala para 60 convivas
    7000
    a comida deve ter ficado mais barata

    impressão de 10mil panfletos informativos numa gráfica
    8000 euros são 80 cêntimos por uma coisa que vai para o lixo em horas
    e o preço não inclui custos de design do dito cujo

    sinceramente desarmou-se dando o voto
    não há físicos de jeito
    também deve ter votado no João Soares
    ou se calhar nã tinha idade pra votar?

    ResponderEliminar
  2. salada religiosa:

    «vocemecê tinha ajudado a afundar este país»
    sim, se escrevo num blogue chamado "esquerda republicana", não vejo que raio de voto é que poderia ter sido o meu que não ajudasse, na sua opinião, a afundar este país.

    Estou certo, ou errado?


    «os países que seguiram pelo delírio neoliberal como a Irlanda»

    Caso não tenha entendido, quando escrevi isto estava a reproduzir uma posição alheia.



    «Se Sócrates, a culpa desta crise é dele fez espectáculo prometeu reformas»

    Não censuro Sócrates por isso. Fez bem mais a esse nível do que aquilo que foi feito nas duas décadas que o antecederam.


    «gastou centenas de milhões em equipamentos que estarão obsoletos em 10 anos com a ideia que estava a melhorar o ensino com brinquedos novos»

    Na prórpia altura disse que isso era uma asneira. Critiquei o Magalhães neste mesmo blogue.



    «há 10 dias atrás fui a uma almoçarada patrocinada por uma empresa pública
    coisa simples falso caviar, »

    sim, sim.
    Se não fosse o Sócrates nada disso acontecia...



    «sinceramente desarmou-se dando o voto
    não há físicos de jeito»

    exacto. Todos os físicos que votaram no PS são maus profissionais.


    «também deve ter votado no João Soares
    ou se calhar nã tinha idade pra votar?»

    votei no João Soares, mas o Santanha ganhou. E afundou a câmara de Lisboa numa crise sem precedentes, multiplicando por 4 a dívida.

    ResponderEliminar
  3. e deu-se ó trabalho de responder ó jovem .....sinceramente

    Na prórpia? altura disse que isso era uma asneira. Critiquei o Magalhães neste mesmo blogue.lamento só leio blogues desde Abril de 2010



    sim, sim.
    Se não fosse o Sócrates nada disso acontecia...multiplicaram-se por 10 as despesas
    controle sobre os boys PS é similar aos boys PSD

    sempre vi no Sócrates um santana potencial
    E afundou a câmara de Lisboa numa crise sem precedentes, multiplicando por 4 a dívida....30% a 40% a maior parte dos aCRÉSCIMOS SÃO de dívida vencida

    não fez um trabalho pior que o diamantífero soares fez a mesma merda do anterior

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.