sexta-feira, 9 de abril de 2010

Eu e os evangélicos :o)

Desde há uns anos que adoptei uma política de tolerância zero em relação à agressividade desta gente horrível. A maioria dos evangélicos é má, malcriada e metediça demais para o meu gosto. E estúpidos a raiarem a anormalidade.

Na semana passada estava a meter as minhas filhas e uma amiga no carro, num parque de estacionamento, e fui abordado por um homem que me queria vender uns bolos com um aspecto bastante manhoso. Eu disse-lhe que não queria bolos, muito obrigado, e ele disse-me que era para a igreja dele, eu disse-lhe que não queria os bolos, obrigado, e ele desatou a insistir que era para a igreja dele e a incomodar-me, a insistir com uma agressividade verdadeiramente irritante, já a insinuar que quem não ajuda a obra de Jesus… Perguntei-lhe se era evangélico, ele disse que sim e eu disse-lhe a rir que não dava dinheiro a evangélicos porque eles o estragavam imediatamente em despesas sumptuárias com os pastores deles. Ele perdeu a cabeça, declarou-me que eu ia para o inferno e perguntou-se se eu era cristão. Disse-lhe que não, que não odiava ninguém e que por isso não podia pertencer a nenhuma igreja, e que tinha pena que ele estivesse ali tão contente com a ideia de me ver a arder o inferno. Disse-lhe que nunca tinha aberto uma Bíblia, mas que tinha ouvido dizer que Jesus falava de amor, compreensão e perdão duas ou três vezes nela, e que me fazia pena vê-lo ali a odiar-me, com os olhos raiados de sangue, por uma superstição tão infantil como é o cristianismo. Perguntei-lhe se ele acreditava em Deus porque lhe tinham dito... Ele disse-me que falou com o Espírito Santo, eu pedi-lhe o telefone do Espírito Santo e ele desatou aos berros, a cuspir-se todo. Resolvi acabar com a conversa, não sem lhe ter dito, enquanto metia o carro a trabalhar, que adorava o Obama e que achava que o ódio dos evangélicos ao presidente era racista e mau, e que eles se deviam envergonhar, muito, de serem tão racistas e tão maus. Arranquei e deixei-o com os bolos, aos berros, impotente e chocado. Ainda o ouvi gritar: “Aposto que és daqueles que acreditam que a gente descende dos chimpanzéééés!

Um sonho.

8 comentários :

  1. «Bem me parecia que quem gosta do Obama não gosta de Deus» ficou o homem a pensar.

    Enfim, nada a fazer...

    ResponderEliminar
  2. Deve ser uma seca ter que conviver com cristãos proselitistas no dia a dia.

    O teu post lembrou-me que, há um bom par de anos, houve umas testemunhas de jeová que me bateram à porta para me perguntar se eu já me tinha interrogado sobre a origem do mundo. Eu respondi-lhes que estava a estudar isso mesmo. E tentei transmitir-lhes algumas noções de cosmologia relativista. Ficaram mais furiosas comigo do que se eu as tivesse corrido a palavrões - e fugiram pelas escadas abaixo.

    ResponderEliminar
  3. Eles acreditam que é a obrigação deles incomodar toda a gente. :o)

    E eu já estou como o comediante australiano que, farto de ser acordado aos domingos pelos mormons perdeu a cabeça, meteu-se num avião e foi para Salt Lake City acordar os mormons para lhes falar de Darwin e da Origem das Espécies. O documentário é divertidíssimo.

    ResponderEliminar
  4. Os encontros fortuitos ou nao entre fanáticos acabam mais ou menos assim.

    ResponderEliminar
  5. eu gosto dos jeovás. aliás, já tenho saudades dos dias em que apareciam à porta para falar comigo. devem ter pensado que era uma caso perdido e nunca mais voltaram, mas nunca senti neles uma antipatia por eu ser ateu. lembro-me que o melhor argumento que me deram para acreditar em Deus era mesmo um "sabe que nós todos devemos acreditar"...

    ResponderEliminar
  6. :o) Fanatico! Pode dize-lo! Absolutamente fanatico e raivoso! Cada vez que me perguntam se eu ja encontrei Jesus mais outra vez apetece-me vomitar-lhes para cima. Em Portugal nunca me senti assim, capaz de matar um. Dar-lhe com uma Biblia na cabeca ate o matar! Ou com uma edicao ilustrada da Origem das Especies!!!

    Nao se esqueca que aqui ha varios bispos catolicos (inclusivamente em NY) que sao publicamente criacionistas! :o)

    ResponderEliminar
  7. Bem, esperemos que o Filipe nao se "passe de vez", aí no Texas é a cadeira eléctrica ou a injecçao letal?? :-)

    ResponderEliminar
  8. Este pedro é tão calmo como o evangélico da história.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.