terça-feira, 27 de abril de 2010

Cultura e religião

Os franceses descobriram um cidadão muçulmano suspeito de ter quatro mulheres, todas de niqab, três das quais recebem segurança social como mães solteiras (este senhor tem 12 filhos). Sarkozi quer aproveitar para passar uma lei e proibir o véu integral em França. A ideia é horrível, mas parece-me lícito que os franceses, enquanto são a maioria, queiram defender a cultura e os valores deles no seu próprio país. O extremismo de um punhado de trogloditas vai acabar por forçar uma nação inteira a legislar sobre a moda entre os adultos, mas eu percebo-os. Comparados com os fundamentalistas islâmicos, os habitantes do Vaticano são uns vizinhos óptimos.

2 comentários :

  1. O problema é que os extremistas não são um "punhado" nem nada que se pareça.

    ResponderEliminar
  2. Em França, na Bélgica, na Holanda ou até no Reino Unido, não são «um punhado». Em Portugal ou nos EUA, são.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.