sábado, 23 de abril de 2011

Gonçalves Pereira deveria demitir-se



Os autores e os participantes desta reportagem do programa Biosfera, em que se previu com uma exactidão quase assustadora a catástrofe ocorrida na Madeira em 2010, invocam elementos técnicos muito precisos e identificam claramente os crimes e os abusos arquitectónicos na origem da destruição de habitação e de zonas urbanas, sem recorrer a São Pedro.

O procurador da República na Madeira, Gonçalves Pereira, justificou o arquivamento do processo do temporal da Madeira referindo que «nem a justiça portuguesa nem qualquer outra justiça no mundo têm jurisdição sobre São Pedro». Ou o Procurador é uma pessoa intelectualmente limitada ao ponto de não perceber as questões técnicas apontadas na reportagem do Programa Biosfera ou, por alguma razão que por enquanto desconhecemos, está mal-intencionado. Por uma ou por outra razão deveria demitir-se, este homem não está a defender a causa pública.

2 comentários :

  1. culpar o governo regional da madeira contratador desses erros perfeitamente dispensáveis?

    impossível

    e as permissões de construção e os estudos de impacto ambiental feitos pela Univ da Madeira e pelos serviços privados e públicos vários (Ministério da Agricultura...incluido


    são milhares de culpados pagos a peso de ouro para betonizar uma ilha

    não há cadeias com tantos lugares na madeira

    felizmente por cá tem chovido menos
    ainda não se voltaram a dar os 500
    mortos dos anos 60...

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.