quarta-feira, 22 de junho de 2011

Prémio de consolação

Concordo com grande parte das ideias que Nuno Crato apresenta aqui, algumas delas bastante radicais, mas sensatas:



É diferente falar e fazer, mas mas ver os problemas e as soluções de forma lúcida é sem dúvida um bom começo.

Parece-me que o seu contributo para reformar a educação vai ser positivo. Um bom ministro, num mau governo.