sábado, 18 de junho de 2011

O BE enquanto coligação

Numa notícia do Expresso confirma-se que o BE continua a ser, ao fim de treze anos e mesmo que não o assuma para o exterior, uma coligação: a Comissão Política é rigidamente constituída por quatro elementos da UDP, quatro do PSR, quatro da Política XXI e quatro «independentes» (espantoso termo para designar dirigentes de um partido). Se adicionarmos a este facto o cada facção manter imprensa e sites próprios, temos um «partido» que funciona internamente como coligação. E no qual as decisões devem resultar mais do equilíbrio de facções do que da vontade dos militantes.

1 comentário :

Miserere Dominus Meo (Box) disse...

está correcto 4 in dependentes
se estivessem fora dos mecanismos
seriam out dependentes

não são todos os partidos coligações de correntes várias

não foi Cavaco um corpo estranho que criou mitologias políticas que suplantaram as gentes do seu antecessor e as alienaram do poder partidário

enquanto quem anima as correntes tiver vida (partidária)
as coligações de nome ou de facto....et cotera etc etc etv