sexta-feira, 9 de julho de 2010

Saúde e Educação, PSD, revisão constitucional

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, defendeu hoje que ao contrário do que a Constituição contempla, a Educação e Saúde não podem ser tendencialmente gratuitas.

Não posso criticar Passos Coelho pela falta de frontalidade...

1 comentário :

  1. Mas é isso que gosto no Passos Coelho.
    Claro que ele tem um discurso errático, pouca substância etc, mas não tem vergonha de dizer ao que vem.

    Só espero que as esquerdas saibam finalmente usar as energias no sentido certo, em vez das habituais guerrinhas.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.