quinta-feira, 26 de maio de 2011

Por baixo do verniz neoliberal, um velho conservador

Passos Coelho criou-se uma imagem de «liberal» não apenas na economia mas também nos valores sociais. Desde o tempo da JSD. Foi necessário que chegasse a putativo Primeiro Ministro para que o grande público descobrisse que tem (pelo menos) uma costela reacionária, capaz de sugerir que se faça novo referendo à Interrupção Voluntária de Gravidez. Se o PSD ganhar, teremos o reacender de várias guerras que se pensavam terminadas.

3 comentários :

Jose disse...

O homem fala em reavaliar a lei => é reaccionário.
O homem fala que pode daí resultar um novo referendo (há regars para isso) => Já temos uma grande guerra.
Não há paciência...
E para mais o Sócrates fica 'chocado => um horror

António Matos disse...

Quantos referendos propõe que se façam? Um referendo não é de todo necessário para a revisão da lei... Propõe que façamos os referendos num sistema à melhor de 3?
E porquê parar aqui? Vamos referendar outra vez tudo o que possa não ser consensual! No próximo governo podemos fazê-lo novamente.

Atão Pensas que podes manifestar-te nus cu mícios? disse...

por baixo do verniz partidário

é gente da mesma igualha

manifestar só no largo do Carmo

e com regimes Marcelistas

fora disso....jámé