segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Esfola que é político I

Nota: nem eu, nem nenhum dos meus familiares ou amigos mais próximos tem atividade partidária ou é sequer militante de um partido.

Como escrevi aqui, "choca-me [a] tendência de tratar os políticos como uma espécie sub-humana que deve ser espezinhada". Um político é gente tão mesquinha, sacana e corrupta... como outro cidadão qualquer. A única diferença é o seu cargo ter mais poder que o comum dos mortais, de modo que as suas decisões afetam mais pessoas, e de ter um foco dos media constamente sobre ele. De resto, cada país tem os políticos que merece.
Esta não é obviamente a opinião da grande maioria, algo que os políticos mais oportunos, a.k.a. demagógicos, sabem muito bem utilizar, desde Berlusconi que chega a afirmar que os deputados não fazem nada, ao nosso Paulo Portas.
Pois bem, o grande momento de quem discorda de mim chegou: acumulando os 5% de redução que tinha havido há meses, com os 10% propostos no OE, os políticos levam corte até 15% nos salários, o maior corte entre as medidas de austeridade. Quem alguma vez pronunciou ladainhas como "isto só vai lá quando for ao bolso deles" ou "cabe sempre aos outros pagar", vai ter que me explicar daqui um ano porque é que o país vai estar basicamente na mesma apesar dos 15%.

2 comentários :

Ricardo Alves disse...

Miguel,
não é quando estão no parlamento ou no governo que os políticos realmente ganham dinheiro. É quando saem do governo.

ava n'tesma disse...

E isso é esquecer os primos dos políticos por todo o país
UNs milhares de milhões em calçadas
feitas e refeitas ao longo do mandato

obras contratadas até pelas juntas

cargas de brita que chegam ao destino final ao triplo do mercado

fluviários e estatuetas para encher o olho e o bolso

Pelo menos os deputados do PCP
não têm enriquecido
já dos autarcas desde o de Vendas Novas que fugiu para Moçambique
e já regressou
aos restantes da margem sul e alentejo
não destoam muito dos restantes