terça-feira, 5 de junho de 2012

Um ano depois

Um ano depois da mudança de ciclo político em Portugal, vale a pena recordar como tudo se passou. Por muito que se discordasse da via que estava a ser então seguida, é justo dizer que José Sócrates fez tudo praticamente até ao fim para que Portugal não pedisse auxílio ao FMI. O seu último erro foi não demitir Teixeira dos Santos imediatamente, assim que o ministro das finanças anunciou este pedido. Rendeu-se aos banqueiros. Quem exigiu o resgate financeiro foram os banqueiros, que tinham em Teixeira dos Santos o seu homem-de-mão. A fatura estamos nós a pagá-la, e vai pagá-la o PS por vários anos. O dia em que Sócrates pediu a Cavaco para o salvar da troika, por Cristina Ferreira