terça-feira, 2 de novembro de 2010

Notícias sobre o silêncio

Depois de no discurso de apresentação da candidatura nos ter servido vacuidades do género «o meu partido é Portugal», o candidato presidencial Cavaco Silva esmera-se agora em não dizer rigorosamente nada que esclareça os que votarão contra ele ou a favor dele.
  • «Após quatro horas, Cavaco Silva saiu do edifício, sem responder a perguntas dos jornalistas, e dizendo apenas: "Hoje é feriado, dia de descanso, vou para casa jantar com a família"» (SIC).
Dá vontade de lhe fazer cócegas para ver se desfaz a pose. Cutchi-cutchi-cutchi...